Pensamentos

10 coisas que você precisa abandonar para ser feliz

feliz

As atitudes que te levarão à felicidade dependem de você.

Felicidade – tanto na vida profissional, quanto na pessoal – tem mais a ver com subtração do que com adição.

Considere, por exemplo, ver o que aconteceria se você deixasse de fazer as 10 coisas a seguir.

1. Culpar os outros

Pessoas cometem erros. Funcionários não cumprem as expectativas. Fornecedores não entregam a tempo. Então você é daqueles que culpam os outros por seus problemas? Mas você também pode ter culpa. Talvez se tivesse investido em mais treinamento ou feito o pedido mais cedo, nada disso aconteceria. Perceber a própria culpa faz com que você fique mais esperto. E, quando se é mais esperto, se é mais feliz.

2. Querer impressionar

Ninguém gosta mais de você por causa do seu carro, suas roupas, seu título, suas posses, seu cargo. Isso são apenas “coisas”. As pessoas podem gostar das suas coisas, mas isso não quer dizer que gostem de você. Claro que, superficialmente, algumas podem parecer que gostam de você por estas coisas, mas a superficialidade é algo sem substância. Então, pare de querer impressionar as pessoas com ostentações. Busque as relações genuínas, sendo você mesmo.

3. Se agarrar

Quando está com medo ou inseguro quanto a algo, você se agarra naquilo que você já conhece, mesmo que isso não seja bom para você. A ausência do medo ou insegurança não é a felicidade: trata-se apenas de uma ausência de medo ou insegurança. Segurar-se apenas no que você acha que precisa não vai fazer você mais feliz. Mesmo se você não conseguir ganhar o que quer, o ato de tentar só vai fazer você se sentir melhor consigo mesmo.

4. Interromper

Interromper alguém não é apenas rude. Quando você interrompe uma pessoa, o que você está realmente dizendo é: “Eu não estou te ouvindo para que eu possa entender o que você está dizendo. Estou te ouvindo você para que eu possa decidir o que eu quero dizer“. Quer que as pessoas gostem de você? Ouça o que elas dizem. Concentre-se no que dizem. Faça perguntas para certificar que você entendeu o que dizem. Todos vão te amar por isso – e você vai adorar a sensação.

5. Choramingar

Suas palavras têm poder, especialmente sobre você. Lamentar-se sobre seus problemas faz você se sentir pior, não melhor. Se algo está errado, não perca tempo reclamando. Esforce-se para melhorar a situação. A menos que queira reclamar disso para sempre, você vai ter que tomar uma atitude. Então, por que perder tempo? Faça agora. Não fale sobre o que está errado. Fale sobre como você vai fazer as coisas melhorarem, mesmo que esteja conversando consigo mesmo. E faça o mesmo com seus amigos ou colegas. Ajude a tornar suas vidas melhores.

6. Controlar

Sim, você é o chefe. Sim, você é o gigante da indústria. Ainda assim, a única coisa que você realmente controla é você. Se você está se esforçando para controlar outras pessoas, você decidiu que você, seus objetivos, seus sonhos, ou mesmo apenas suas opiniões são mais importantes do que a deles. Além disso, o controle é de curto prazo na melhor das hipóteses, porque muitas vezes requer força, ou medo, ou autoridade, ou alguma forma de pressão – e nenhum deles fazem com que você se sinta bem consigo mesmo. Encontre pessoas que querem traçar os mesmos caminhos que você. Eles vão trabalhar mais, ter mais diversão, e criar melhores negócios e relacionamentos pessoais. E você será mais feliz.

7. Criticar

Sim, você teve uma criação diferente, experiências diferentes, vida diferente. Isso não faz de você mais inteligente, ou melhor, ou mais perspicaz que os outros. Isso faz de você único, assim como a todos os outros. Todo mundo é diferente: não melhor, não pior, apenas diferente. Apreciar as diferenças ao invés das falhas, e você vai ver as pessoas – e a você mesmo – de um jeito mais positivo.

8. “Pregar”

O ato de se criticar demais tem um irmão. Seu nome é pregação. Eles compartilham o mesmo pai: o Julgamento. Quanto mais alto você subir, o mais provável é que você pense que sabe tudo – e que precisa dizer às pessoas tudo o que você pensa que sabe. Nem sempre ficar pregando a sua filosofia de vida fará com que as pessoas te admirem. Na verdade, é mais provável que te achem um chato.

9. Viver de passado

O passado é valioso. Aprenda com seus erros. Aprenda com os erros dos outros. Em seguida, deixe-os ir. Mais fácil de dizer do que fazer? Depende de seu foco. Quando algo de ruim acontece com você, vejo isso como uma oportunidade de aprender algo que você não sabia. Quando outra pessoa comete um erro, vejo isso como uma oportunidade de ser gentil, perdoar e ser compreensivo. O passado é apenas o treinamento, mas ele não te define. Pense sobre o que deu errado, mas apenas para ter certeza de que, da próxima vez, você e as pessoas ao seu redor vão saber como tomar para o caminho certo.

10. Ter medo

Todos temos medos: o que pode ou não acontecer, o que não podemos mudar, o que pensam sobre nós, etc. Enquanto isso, dias, semanas, meses e até mesmo anos se passam sem que percebamos. Não deixe que seus medos te impedirem de fazer alguma coisa. O que quer que você vem planejando, o que você imaginou, o que você sonhou, comece hoje. Se você quer começar um negócio, dê o primeiro passo. Se você quer mudar de carreira, dê o primeiro passo. Se você deseja expandir ou entrar num novo mercado ou oferecer novos produtos ou serviços, dê o primeiro passo. Coloque seus medos de lado e comece. Faça alguma coisa.

Caso contrário, você perdeu o hoje. Uma vez que o amanhã chega, o hoje está perdido para sempre.

O hoje é o bem mais precioso que você possui – e é a única coisa que você deve realmente temer perder.

Adaptado do texto de Jeff Haden, no Inc.com.

[in:http://www.jornaldoempreendedor.com.br]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *