Saúde

Magnésio é um poderoso calmante

A deficiência de magnésio aumenta as chances de uma pessoa morrer em duas vezes, de acordo com estudo publicado no Journal of Intensive Care Medicine.

Ou seja, quem não tem carência de magnésio é mais resistente e tem maior chance de viver mais.

O fato é que a deficiência desse mineral é responsável por uma longa lista de sintomas e doenças.

Não por acaso, muitos consideram este nutriente como uma das armas mais poderosas contra as doenças.

Infelizmente, a maioria das pessoas tem deficit de magnésio e não sabe disso.

Quer ver e comprovar no seu corpo isso que estamos dizendo?

Vamos lá.

Você está se sentindo cansado, estressado e com dificuldade de dormir?

Antes de comprar essas drogas farmacêuticas calmantes que desequilibram mais do que ajudam, experimente uma suplementação com magnésio.

Ele é um verdadeiro antídoto para o estresse, o mais poderoso relaxante mineral, e pode ajudar você a controlar sua ansiedade e a melhorar o seu sono.

De forma simples e curta, o magnésio relaxa o corpo.

Tudo o que está tenso, irritado, rígido – seja uma parte do corpo ou mesmo um estado de espírito -, é um sinal de deficiência de magnésio.

Este mineral essencial é responsável por mais de 300 reações enzimáticas e é encontrado em todos os tecidos do corpo – mas, principalmente, nos ossos, músculos e cérebro.

Nossas células precisam de magnésio para produzir energia, para realizar diversas atividades químicas, para estabilizar as membranas e para ajudar a relaxar os músculos.

É por isso que a lista de problemas de saúde relacionados com a deficiência de magnésio é muito longa.

Na verdade, existem mais de 3.500 referências médicas sobre a deficiência de magnésio!

Mesmo assim, este mineral é ignorado porque não é uma droga (leia-se: tem custo baixo e, por isso, é incapaz de dar grandes lucros), embora seja mais poderoso do que os medicamentos em muitos casos.

Apesar disso, nos Estados Unidos, muitos hospitais utilizam o magnésio em situações de emergência com risco de vida, como convulsões e insuficiência cardíaca.

Quais os sintomas da deficiência de magnésio?

Ah, são muitos!

Mas fique atento: você pode estar carente de magnésio se tiver qualquer um dos seguintes sintomas:

  • – Cãibras musculares ou espasmos
  • – Dores musculares
  • – Insônia
  • – Irritabilidade
  • – Sensibilidade a ruídos altos
  • – Ansiedade
  • – Autismo
  • – Taquicardia
  • – Angina
  • – Constipação
  • – Dores de cabeça
  • – Enxaqueca
  • – Fibromialgia
  • – Cansaço crônico
  • – Asma
  • – Pedras nos rins
  • – Diabetes
  • – Obesidade
  • Osteoporose
  • – Pressão alta
  • – TPM
  • – Colica menstrual
  • – Síndrome do intestino irritável
  • – Refluxo
  • Dificuldade para engolir

A principal forma de assimilar magnésio é pela alimentação.

Infelizmente, o solo brasileiro é pobre nesse mineral, mais presente em terras vulcânicas.

Melhor sorte têm os japoneses: o solo do Japão é rico em magnésio, com uma boa relação entre ele e o cálcio.

O resultado é que possivelmente 80% da população brasileira não está recebendo magnésio suficiente e pode estar deficiente nele.

A quantidade diária de magnésio recomendada para mulheres é de 310-320 miligramas e para os homens é de 400-420 miligramas.

Mas há quem defenda, como o dr. Carolyn Dean, médico e naturopata americano, uma dose um pouco maior que o padrão recomendado, para se fortalecer e judar o organismo a funcionar corretamente.

Além da suplementação, para quem não quer ter deficiência de magnésio, deve-se:

1. Parar de perder magnésio:

  • – diminua o consumo de café, dos refrigerantes de cola, sal, açúcar e álcool
  • – Verifique com seu médico se alguma medicação pode estar eliminando magnésio (muitas drogas de hipertensão e diuréticos causam perda de magnésio)

2. Comer alimentos ricos em magnésio:

  • – amêndoas, castanha de caju, trigo mourisco, castanha-do-pará, avelãs, milho, nozes, centeio, tofu, arroz, figos, tâmaras, couve, camarão, abacate, salsa, alho, sal integral (como o do Himalaia ou o sal grosso de Guérande)

A suplementação de magnésio

Podemos dizer que quase 90% da população precisa consumir diariamente um suplemento de magnésio.

Mas o recomendável é você buscar a ajuda de um bom médico ou nutricionista.

Equilibrar os níveis desse mineral no corpo não é tão simples.

Não basta tomar um suplemento de magnésio e pronto.

Ocorre que o magnésio trabalha em conjunto com o cálcio, a vitamina D e a vitamina K2.

Se você consumir muito cálcio e pouco magnésio, pode, por exemplo, desencadear um problema cardíaco sério.

O segredo está na ingestão correta de cada substância, no equilíbrio.

Os melhores suplementos de magnésio, ou seja, os de melhor absorção, são o glicinato de magnésio, o cloreto de magnésio, o sulfato de magnésio e o citrato de magnésio.

Muito elogiado é o cloreto de magnésio.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

[in:curapelanatureza.com]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *